domingo, 27 de dezembro de 2015

Motovi 125 SS - AMF Harley Davidson



Em 1976 só existiam duas opções de motos 125 montadas aqui mesmo no Brasil, a Honda CG 125 e a Motovi 125  que era uma moto bonita  e com um porte que aparentava ser de maior cilindrada caindo para o estilo Trail.

Clique para Ampliar
  Na realidade a Motovi 125 era um produto Harley Davidson (fase em que a marca pertencia ao grupo AMF) e essas 125cc eram  fabricadas na Itália com projetos baseados em motos da Aermachi Motos e montadas em Manaus com todos os incentivos fiscais oferecidos pelo governo brasileiro,  lá elas recebiam uma placa de identificação e os adesivos com a nova marca "Motovi" "Produzida na Zona Franca de Manaus"

 
Retirando-se o adesivo do tanque aparecia  a marca AMF Harley Davidson que fica escondido na versão de loja, seu painel marcava em milhas e o sistema elétrico era problemático apresentando alguns defeitos recorrentes.

Clique para Ampliar
O motor de um cilíndro do tipo dois tempos e 123cc gerava 14 cv a 8.000 rpm, o quadro era reforçado de aço tubular com berço duplo  pois o mesmo projeto recebia motores de 125, 150 ou 175cc para o mercado Americano.

 
O câmbio de 5 marchas funcionava de forma positiva tendo bom escalonamento de marchas conseguindo fazer até 36 km/litro (naquela época usava-se nas motos gasolina azul, melhor e mais cara). Não se pode dizer que era uma moto de acabamento primoroso, apresentava defeitos que hoje já não encontramos em linhas de montagem modernas.
Clique para Ampliar-Revista Quatro Rodas
 A Motovi alcançava a velocidade máxima de  112 km/h e era considerada uma moto confortável com boa suspensão e enfrentava bem as curvas apesar da sua altura, existia também o modelo SX125 com pequenas diferenças como o escapamento alto e suspensão recalibrada, pode-se dizer que ela antecipou uma tendência que segue até hoje dominando  nosso mercado que seriam as motos mais altas com estilo todo terreno ou de uso misto. 

 
A Motovi 125 SS e a CG 125 disputaram o mercado das nacionalizadas  até que a Yamaha, que já fabricava no Brasil sua cinquentinha em meados de 1977 lançou com uma produção muito limitada de 200 unidades por mês a Yamaha RS 125 uma 125 dois tempos que tinha acabamento mais fino e mecânica mais moderna que a Motovi. 
Nos Estados Unidos hoje as Harleys fabricadas na Itália são conhecidas como ""2-Stroke Spaghetty Harley's"" 






Características Técnicas: 
* Motor: Monicilíndrico a 2 tempos, refrigerado à ar, com 14 CV/SAE cilindro: ferro fundido com camisa de aço.
Cilindrada: 123,15 cc Taxa de compressão: 10,8 : 1.   
Carburador: Simples de 27mm, sistema automático de lubrificação no carburador.  
Ignição: Sistema com magneto e platinado, partida no pedal.
* Freios a tambor (Dianteiro e Traseiro).
 
* Sistema elétrico – Magneto – 12 Volts.    
* Dimensões e pesos:  
* Comprimento total: 220 cm  Largura total: 63,0cm   
Altura Banco-Solo : 77,4 cm   
Distância entre eixos: 1.371cm  
Vão livre mínimo: 18,2 cm  
Peso:  117 kg.  
* Pneus Dianteiro: 3,00 X 19 Traseiro: 3,50s X 18  
* Suspensão Dianteira: Garfo telescópico Ceriani , molas helicoidais.   
Traseira: Braço oscilante e amortecedores hidráulicos com 3 regulagens. 
Consumo – Entre 30 e 36 Km/litro  
Velocidade Máxima – 112 Km/hora


Postar um comentário