segunda-feira, 4 de maio de 2015

YAMAHA RD50 - BRASIL




Outubro de 1.974, a Yamaha oficialmente inaugurou sua primeira fábrica no Brasil, a unidade ficava em Guarulhos-SP região altamente industrializada bem próxima aos principais fornecedores de peças. E tinha como objetivo produzir a primeira motocicleta brasileira que seria a RD50. 


Clique para Ampliar


Nessa época a Yamaha já sabia que o governo pretendia restringir as importações de veículos o que  aconteceu em 1976, e que o mercado interno era bastante promissor, para entrar nesse mercado projetaram uma moto de 50cc totalmente nova com quadro tubular de berço duplo e algumas novidades mecânicas como a combinação do sistema Autolube com o recente Torque Induction que facilitava a queima da mistura lançada no cilindro. 





Esteticamente a moto agradava ao consumidor local principalmente pelas dimensões que se ajustavam às necessidades e possibilidades do brasileiro, detalhes como o tanque e bancos alongados davam um toque esportivo ao modelo. 



Características Técnicas: 

* Motor: Monicilíndrico a 2 tempos, refrigerado à ar, com 6,3 HP Cilindro: ferro fundido com camisa de aço e inclinação positiva. 
Cilindrada: 49 cc, pistão de 40mm de diâmetro com 39,7mm de curso. 
Taxa de compressão: 6,4 : 1. 
Carburador: Mikuni VM 20 SH 
 Ignição: Sistema com magneto e platinado, partida no pedal. 
Lubrificação: Injeção direta de óleo 2 tempos no carburador por meio de bomba autolube.
Capacidade de óleo do cárter de 0,7 litro. 
Capacidade óleo 2 tempos - 1 litro. 
Filtro de ar: Espuma com banho de óleo .
* Freios a tambor (Dianteiro e Traseiro).
* Sistema elétrico – Magneto – 6 Volts.
* Dimensões e pesos:
* Comprimento total: 1.825mm 
Largura total: 630mm 
Altura total: 970mm 
Distância entre eixos: 1.185mm
Vão livre mínimo: 150mm 
Peso: Líquido (seco) de 73 kg.
* Pneus Dianteiro: 2,50 X 17'; pressão de 23 libras/Pol2. 
Traseiro: 2,50s X 17';pressão de 28 libras/Pol2.
* Suspensão Dianteira: Garfo telescópico. 
Traseiro: Braço oscilante. 
Consumo – Entre 45 e 50 Km/litro
Velocidade Máxima – 78 Km/hora 



Clique para Ampliar



Leve e pequena ela oferecia uma condução fácil mesmo para quem não tinha muita experiência com as motos de motor 2 tempos, o câmbio de 5 marchas bem escalonado também facilitava a condução, mas tinha também limitações principalmente em relação a sua pequena capacidade de carga e também em relação ao sistema Autolube que exigia atenção constante do proprietário. 






 
Sonho da molecada dos anos 70


 

















 A RD50 com o tempo evoluiu e ampliou sua família com um modelo de 75 cilindradas e posteriormente outro de 80 cilindradas.
Com essa receita a Yamaha permaneceu sozinha no mercado até o final de 1976 quando a Honda também inaugurou sua primeira fábrica no Brasil utilizando-se de isenções e incentivos fiscais para as empresas que se estabeleciam na Zona Franca de Manaus e lançou a CG125 no início ainda com pequena taxa de nacionalização. 

Inauguração Yamaha Brasil






Com certeza a Yamaha acertou e o nosso mercado interno cresceu principalmente para a linha de motos pequenas que permitem a utilização em várias finalidades deixando de ser direcionado apenas ao lazer como era em seu período inicial. 


Clique para Ampliar

Postar um comentário