sábado, 24 de janeiro de 2015

Moto Graziella





Clique nas fotos para ampliar

A Graziella pode ser classificada como uma MOPED motos com pedal que servem para a partida e para as subidas mais pesadas, era vista com frequência durante os anos 70 rodando em bairros de classe média alta com adultos e adolescentes e sempre teve no Brasil uma posição de moto diferenciada, nunca foi usada como transporte ou a serviço.






Vamos contar um pouco de sua História, o seu fabricante era a Carnielli-Itália, tradicional fabricante de bicicletas e ciclomotores de 50 a 125cc,já existiam desde 1920 e a certa altura a fábrica lançou uma bicicleta tipo Monareta dobrável que fez muito sucesso nas vendas e levou o construtor a idealizar uma moto de pequenas dimensões que pudesse ser transportada em um automóvel pequeno sem dificuldades.




Foi vendida em dezenas de países e fez sucesso na Europa, Américas e Austrália. Curiosamente pode-se observar pelas fotos que os modelos iniciais não tinham ainda amortecedores na traseira.




Seu projeto foi feito em 1963 por Rinaldo Donzelli e a pequena foi lançada em 1969 inicialmente apenas na cor azul  e mais tarde ampliou a linha acrescentando as cores verde e vermelha., usava um motor Sachs modelo 502 de 2 tempos com 50cc e  1,8 hp que era usado em vários ciclomotores da época e passava dos 50 km/h, a fábrica ficava na região do Vêneto.
  A Graziella tinha o selim retrátil, o guidão articulado dividido em 2 partes independentes e rodas muito pequenas para facilitar o seu transporte, ela pesava 65 kg tinha inclusive em sua linha de acessórios uma bolsa de lona para transporte e era muito comum encontra-la nas cidades do litoral no período de férias. Todos os que gostavam de motos nos anos 70 observaram curiosos ou mesmo andaram pelo bairro com ela.

Infelizmente a fábrica fechou as portas no início da década de 80 e ainda hoje existem muitas guardadas em garagens por esse Brasil, esse pode ser um bom projeto de restauro para quem estiver disposto.







Clique nas fotos para ampliar


Clique para Ampliar










Postar um comentário